Nos últimos dias diversas pessoas caíram no golpe do whatsapp clonado na região de Ponta Grossa.

As vítimas contam que tiveram seu aplicativo de whatsapp clonado. Com isso, os golpistas passam a ter acesso a todas as conversas que estão arquivadas no aplicativo.

A partir daí, passando-se pelo dono do celular, fazem contato com as pessoas que constam da agenda do telefone e solicitam que depositem dinheiro em determinada conta. São várias as justificativas para isso. Numa delas o golpista - se passando pelo dono do celular - digita mensagem dizendo que está em viagem e seu cartão de crédito ou débito foi bloqueado e precisa pagar uma compra e tão logo retorne à cidade fará a devolução do valor. Outra justificativa para o pedido do dinheiro é que seu limite de transferência é muito baixo no banco e que para aumentar o limite leva 2 ou 3 dias.

Durante a clonagem não se consegue falar por telefone com o dono do celular mas apenas por mensagens via whatsapp.

Segundo empresas de telefonia, a operação de clonagem consiste no uso de um chip novo pelos criminosos, o que permite que os criminosos tenham acesso a toda a lista de contatos do WhatsApp da vítima, já que esses dados estão ligados ao número do chip, e não ao aparelho físico do usuário. A desativação da linha telefônica do celular ocorre para que a vítima não possa confirmar se o pedido realmente foi feito pela pessoa que pediu o dinheiro.

As autoridades orientam que é sempre para desconfiar de pedidos de empréstimos de dinheiro feitos pelo WhatsApp, independentemente do quão próxima é a pessoa que fez o pedido.